Antes de ser morta, menina demonstrou alívio com prisão do pai - AGRESTE CONECTADO

Antes de ser morta, menina demonstrou alívio com prisão do pai

Share This

G1/ Correio da Bahia


A estudante Letícia Tanzi, 13 anos, morta a facadas pelo pai no interior de São Paulo, falou com amigos sobre seu alívio quando ele chegou a ser preso, em junho deste ano. Horácio Lucas Nazareno matou a filha logo após sair da prisão, onde cumpria pena por estupro cometido em 2010. Ele ganhou direito de recorrer em liberdade quatro meses depois, voltou para casa e cometeu o novo crime. O suspeito segue foragido. 

“Isso aconteceu em 2010. Ele estuprou a minha tia, que é especial, irmã da minha mãe. A irmã da minha mãe, a outra, fez o processo do meu pai. Demorou, demorou e ninguém fez nada. Só fez e parou. Aí, depois de sete, oito anos, nem sei, tavam falando que meu pai tava foragido. Não, eles vieram aqui, não acharam meu pai e falaram que ele tava fugido. Mas não tava, ele tava sempre aqui. Mas não vieram mais procurar. Aí foi preso sexta-feira”, diz Letícia, em áudio enviado para uma amiga na época em que o pai foi preso. O áudio foi divulgado pelo G1.

PUBLICIDADE: FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO, ACESSE O SITE CLIQUE NO BANNER!

PUBLICIDADE: LÂMINA SELVAGEM CONFIRA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK, CLIQUE NO BANNER!

Nenhum comentário:

Postar um comentário