Sport bate Paraná e encerra jejum no Brasileirão - AGRESTE CONECTADO

Sport bate Paraná e encerra jejum no Brasileirão

Share This
Depois de quase três meses, o Sport voltou a vencer no Campeonato Brasileiro, ao bater o lanterna Paraná por 1x0, na tarde deste domingo (2), na Ilha do Retiro. A última vitória havia sido no dia 6 de junho, antes da Copa do Mundo, diante de outro paranaense, o Atlético.

 O fim do jejum, no entanto, não foi suficiente para tirar o Leão da zona de rebaixamento. O time pelo menos ganhou uma posição. Agora é o 17º, com 23 pontos, um a menos que o Vasco, primeiro time fora do Z-4.
 No período em que ficou sem vitórias, o Sport foi derrotado nove vezes. E empatou apenas duas.
 Neste domingo, o bom resultado veio com uma postura um pouco mais agressiva na marcação. Embora a organização tenha ficado aquém do desejado. Como nos primeiros minutos, com o Paraná chegando a carimbar o travessão, aos cinco minutos, após defesa de Magrão.
 Aos 14, no entanto, o rubro-negro voltou a balançar a rede após três partidas em branco, com Gabriel chutando, de esquerda, após boa jogada de Rogério, pela ponta.
 Foi um dos poucos momentos em que o Sport usou a velocidade. Antes, abusou do jogo aéreo. E dos passes errados. Ainda deixando brechas, principalmente nas costas de Cláudio Winck. Foi assim que o Paraná criou chances de marcar, falhando nas finalizações. Quando acertou, o erro foi da arbitragem, anulando gol que seria legal, de Rafael Grampola, de cabeça.
 Do lado pernambucano, coube a Rogério criar as melhores chances. E a Andrigo, jogador que mais finalizou: três vezes. Enquanto que Hernane ficou preso na marcação.
 Na segunda etapa, o Sport voltou com Neto Moura na vaga do cansado Nonoca, que fez sua estreia de forma discreta. E com os mesmos defeitos. Explorando bolas alçadas na área e falhando na marcação. Tanto que á levava outra bola no travessão antes dos 10 minutos. Num chute forte de Júnior. No rebote, o atacante Carlos mandou para gol. Mas desta vez estava em impedimento.
 O Leão reagiu num chute de Rogério, bem defendido pelo goleiro Richard. Mas não conseguia se aproveitar dos avanços do adversário. Deixando ainda brechas no meio de campo.
 Com o jogo aberto, as duas equipes ficaram próximas de marcar. Mas os constantes erros de passes impediram mudança no placar. E para assegurar a vitória, Eduardo Baptista foi fechando o time. Primeiro trocando Rogério por Marlone. Depois, ainda aos 32, sacando Gabriel e promovendo a entrada de um terceiro zagueiro, Ronaldo Alves.
 Os rubro-negros terminaram o segundo tempo com apenas dois chutes em gol. O último, já nos acréscimos, com Marlone. Logo após Magrão ter evitado o empate, num chute de Nadson.


 FICHA DO JOGO

 Sport
Magrão; Cláudio Winck, Ernando, Durval e Sander; Nonoca (Neto Moura), Felipe Bastos e Gabriel (Ronaldo Alves); Andrigo, Rogério (Marlone) e Hernane. Técnico: Eduardo Baptista.
 Paraná
Richard; Júnior, Cléber, Renê e Igor; Jhonny (Wesley), Nadson e Alex (Rodolfo); Caio, Silvinho (Carlos) e Rafael Grampola. Técnico: Claudinei Oliveira.
 Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira. Assistentes: Celso Luiz da Silva e Marcus Vinícius Gomes. Gol: Gabriel, aos 14 minutos do primeiro tempo.
PUBLICIDADE: FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO, ACESSE O SITE CLIQUE NO BANNER!

PUBLICIDADE: LÂMINA SELVAGEM CONFIRA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK, CLIQUE NO BANNER!

Nenhum comentário:

Postar um comentário